saude   / Curioso...

Estudo alemão sugere que níveis de ferro adequados podem retardar o envelhecimento

Foram utilizados dados de mais de um milhão de pessoas

VIVA SAÚDE Publicado quarta 18 novembro, 2020

Foram utilizados dados de mais de um milhão de pessoas
Estudo alemão sugere que níveis de ferro adequados podem retardar o envelhecimento - Freepik

Um estudo publicado na revista científica Nature Research sugere que manter os níveis saudáveis de ferro no sangue podem ser a chave para retardar o envelhecimento, viver mais e com saúde. 

Durante a pesquisa, foram encontrados genes ligados ao envelhecimento, que podem ajudar a explicar por que as pessoas envelhecem de formas diferentes.

+++ VEJA TAMBÉM: Qual é o óleo mais saudável para cozinhar, fritar ou temperar?

+++ VEJA TAMBÉM: Cuidado na hora de comprar: Leite em pó e composto lácteo são quase iguais só no rótulo

Como foi feito o estudo?

Os pesquisadores reuniram informações de dados públicos. Ao todo, foram utilizados dados de mais de um milhão de pessoas e mais de 60 mil idosos. Foram identificados dez regiões do genoma ligadas a saúde e longevidade. 

E, eles também descobriram que os conjuntos de genes ligados ao ferro estavam super-representados em suas análises sobre como o organismo envelhece. Com isso, a equipe confirmou que os genes envolvidos no metabolismo do ferro no sangue são parcialmente responsáveis por uma vida longa e saudável.

Assim, cientistas da Universidade de Edimburgo e do Instituto Max Planck (de Biologia do Envelhecimento), na Alemanha, responsáveis pelo estudo, acreditam que os resultados podem acelerar o desenvolvimento de medicamentos para reduzir doenças relacionadas à idade e aumentar a expectativa de vida.

Último acesso: 06 Mar 2021 - 14:29:57 (853).