saude   / Cuidados

Como se prevenir: Uso constante de fones de ouvido pode afetar a audição

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 466 milhões de pessoas têm uma perda auditiva incapacitante

VIVA SAÚDE Publicado segunda 28 dezembro, 2020

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 466 milhões de pessoas têm uma perda auditiva incapacitante
Como se prevenir: Uso constante de fones de ouvido pode afetar a audição - Freepik

Imagina ter dificuldade para ouvir uma música, conversar ou até mesmo escutar uma buzina no meio da rua e evitar um acidente? A perda auditiva, ou seja, a diminuição da capacidade de perceber os sons, é bastante comum na população. 

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), cerca de 466 milhões de pessoas têm uma perda auditiva incapacitante, isto é, que compromete a qualidade de vida e bem-estar do indivíduo. E até 2050, a expectativa é que 900 milhões de indivíduos estejam nessa situação.

Alguns fatores, tais como exposição a sons altos e toxinas influenciam na progressão desse problema.

+++ VEJA TAMBÉM: Anvisa aprova novo rótulo nas embalagens de alimentos: Uma 'lupa' indicará o alto teor de sódio, gordura saturada ou açúcar
+++ VEJA TAMBÉM: Efeito sanfona nunca mais: tenha uma rotina de exercícios e estabeleça horários para se alimentar

GRAUS

Também, vale destacar que a perda auditiva possui diferentes graus —leve, moderado, severo e profundo. No primeiro caso, a pessoa consegue ouvir e participar de conversas, mas sente dificuldade de escutar sussurros, por exemplo. Já no nível severo há perda da capacidade de comunicação.

CAUSAS

E, apesar de a perda de audição ser mais comum na terceira idade, existem outras questões que a comprometem durante a vida. São elas: doenças crônicas - como hipertensão e diabetes, tabagismo - por interferir na circulação sanguínea do ouvido interno, efeitos colaterais de medicamentos, traumatismos e inflamações crônicas no ouvido. 

Além disso, entre as causas adquiridas destaca-se conviver por longos períodos em um ambiente com ruídos excessivos —principalmente em locais de trabalho com barulhos de máquinas, uso de motos ou em shows e eventos. Outro fator que causa a diminuição da audição é a exposição a sons altos de forma frequente com o uso de fone de ouvido. 

FONES DE OUVIDO

Também, uso constante de fones de ouvido pode ser responsável pelo aumento da perda auditiva. Nesse caso, o problema é conhecido como perda auditiva induzida pelo ruído intenso.

Segundo a OMS, cerca de 1,1 bilhão de adolescentes e jovens adultos estão em risco de comprometer a audição por usar dispositivos pessoais de áudio, incluindo celulares.

Além disso, uma pesquisa publicada no Jama Network e realizada com crianças em idade escolar mostrou que o uso de fones de ouvido pode estar relacionado com a perda auditiva. Foram avaliados mais de 3.000 jovens entre 9 e 11 anos. Os pesquisadores reforçaram os efeitos prejudiciais da exposição frequente a sons altos por meio de fones de ouvido em tablets e celulares. 

PREVENÇÃO 

É muito importante prevenir a perda auditiva desde a juventude. Assim, a principal recomendação é evitar a exposição a sons de alta intensidade. Uma regra prática ao usar fones de ouvido: se o seu vizinho escuta o som do seu fone, está alto demais.

E, trabalhadores em ambientes de ruído devem usar protetores auriculares específicos que realmente atenuem os sons e protejam os ouvidos.

Dicas para evitar a perda auditiva 

  • Use protetores de ouvido em locais barulhentos;
  • Não ultrapasse a metade da potência dos fones de ouvidos e não use por longas horas; 
  • Evite a exposição prolongada a ruídos altos e música; 
  • Procure tratamentos para infecções no ouvido; 
  • Mantenha diabetes e pressão arterial sob controle; 
  • Nunca coloque objetos estranhos no ouvido; 
  • Não se automedique para evitar efeitos colaterais que afetem a audição; Limpe com cuidado as orelhas e não use cotonetes para evitar empurrar a cera para dentro ou machucar o tímpano; 
  • Realize visitas regulares ao médico e faça exames preventivos auditivos.

Último acesso: 11 Apr 2021 - 06:39:02 (838).