saude   / Cigarro

Cigarro causa dano grave nos olhos, segundo estudo; saiba como esse processo ocorre

O uso de cigarro diminuiu ao redor do mundo, mas OMS ainda mantém sinal de alerta

Viva Saúde Publicado sexta 19 novembro, 2021

O uso de cigarro diminuiu ao redor do mundo, mas OMS ainda mantém sinal de alerta
Cigarro prejudica saúde dos olhos - Freepik/master1305

Que o cigarro é prejudicial para o organismo você já deve ter escutado. Mas, já parou para pensar o que o ato de fumar pode causar na saúde dos olhos? Pesquisa da Universidade Farmacêutica Gifu, Japão, apontou um dano que a fumaça é capaz de gerar na região ocular. 

Antes de conferir os resultados, é importante entender como foi o procedimento da pesquisa. Células do epitélio da córnea humana foram cultivadas em laboratório e parte delas expostas a um extrato de fumaça de cigarro. Em apenas 24h, uma grande quantidade dessas células morreram, mostrando que o impacto das substâncias do cigarro foi maior do que naquelas que não foram expostas à fumaça.

+++ Vontade de fumar após parar com o vício? Confira exercícios diários que ajudam a evitar recaídas durante esse processo 

+++ Cigarros eletrônicos, ou Vapes, podem agravar quadros de calvície e causar queda capilar? Especialista explica

O resultado do estudo publicado na revista Scientific Reports foi de que a fumaça do cigarro causa a morte de células da córnea, que protege o olho contra infecções. E isso não apenas em fumantes ativos, mas também em passivos - aqueles que estão próximos do fumante. 

DIMINUIÇÃO NO USO DE CIGARRO

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de fumantes diminuiu em 2020, em que o número foi de 1,3 bilhão no mundo, 20 milhões a menos em relação há dois anos.

"Há um longo caminho a percorrer e a indústria do tabaco fará o que for preciso para defender os enormes lucros que obtém com a venda de seu produto mortal", alertou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Ainda, o órgão apontou que o tabaco é responsável pela morte de mais de 8 milhões de pessoas todo o ano, e 1,2 milhão são vítimas fatais do tabagismo passivo. 

Embora tenha tido uma redução, uma pesquisa publicada na revista The Lancet apontou que houve um aumento de homens fumantes em 20 países, e mulheres fumantes em 12 países. A China possui o maior número, com 341 milhão de pessoas no tabagismo. Já a maior redução ocorreu no Brasil. Dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2020, mostram que o total de fumantes brasileiros é de 9,5%.
 

Último acesso: 29 Jan 2022 - 11:00:38 (3579).