saude   / Vai uma xícara?

O café descafeinado pode ser melhor para sua saúde do que o comum; entenda mais

A bebida com cafeína tende a causar mais problemas, como dores de estômago e refluxo ácido

VIVA SAÚDE Publicado quarta 16 setembro, 2020

A bebida com cafeína tende a causar mais problemas, como dores de estômago e refluxo ácido
O café descafeinado pode ser melhor para sua saúde do que o normal - Freepik

Você bebe café pela manhã ou pela tarde porque precisa dar aquela acordada, não é? Então, provavelmente, você já deve ter se perguntado qual a razão para alguém tomar a bebida na versão descafeinada!

Bom, existem muitos motivos para trocar o expresso comum por essa versão. Pode ser que você esteja grávida ou amamentando, seja sensível à cafeína ou tenha ansiedade.

+++ VEJA TAMBÉM: Xô, prisão de ventre! Especialista entrega 5 dicas para fazer o intestino funcionar melhor
+++ VEJA TAMBÉM: 5 alimentos que devem ser evitados por quem tem dor de cabeça constante


Também entre as maiores dúvidas, estão: como é feito o café descafeinado? Ele contém os mesmos benefícios que o comum ou é pior? Existem mais razões para tomar? Te ajudamos a entender!

 

O que é o café descafeinado?

A cafeína é uma substância estimulante encontrada nos chocolates, chás, refrigerantes e no café, e é absorvida rapidamente pelo organismo, causando sensação de bem-estar. Quando consumida em pequenas quantidades, não traz prejuízos à nossa saúde, mas, em alguns casos, a sua alta concentração pode trazer efeitos colaterais, como dores de cabeça, aumento da ansiedade e insônia.

Para esses casos, existe a versão descafeinada, a mesma bebida, porém isenta dos efeitos colaterais. É comum pensar que ele é totalmente livre da cafeína, mas não é bem assim, pois essa classificação indica que 97% da substância foi retirada da composição.

 

Como ele é feito?

Entre as técnicas mais conhecidas estão:

  • método do gás carbônico: consiste em utilizar moléculas do gás para atrair a cafeína. Dessa forma, ela é retirada sem afetar muito nenhum dos outros componentes;
  • solvente: utiliza-se um solvente não prejudicial, como o acetato de etila, para realizar a remoção. O problema encontrado nessa técnica é que, se não for bem aplicada, ela pode alterar os outros atributos do café;
  • lavagem dos grãos: consiste em mergulhar os grãos em água com extrato do café sem cafeína. A diferente concentração da mistura faz com que a substância se separe naturalmente dos grãos. Esse processo também preserva mais os sabores naturais do café.

Café descafeinado é saudável, então?

Mesmo sem cafeína, o café ainda contém os antioxidantes que melhoram a saúde que você obtém no expresso comum, disse Sonya Angelone, porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética para o Portal Women's Health EUA. 

De fato, ambas as formas de café demonstraram diminuir o risco do desenvolvimento de diabetes tipo 2, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, câncer de mama, câncer de próstata e câncer de fígado, acrescentou ela.

O café descafeinado é realmente melhor que o café comum?

Se essa versão é realmente melhor, depende de você. Obviamente, se estiver amamentando, grávida ou ter uma condição de saúde que exija que você limite a cafeína, o descafeinado é a opção óbvia. 

Algumas pessoas também acham que a substância as deixa ansiosas ou nervosas. Portanto, se você já experimentou isso, pode optar pela versão descafeinada”, disse Samantha Cassetty, coautora do livro Sugar Shock. O mesmo acontece se você perceber que a xícara no meio da tarde tende a mantê-lo acordado à noite.

Sua opção de café ideal também depende do estado do seu estômago. Segundo Cassetty, o café comum e o descafeinado podem causar sintomas digestivos em pessoas sensíveis.

No entanto, o café com cafeína tende a causar mais problemas, como dores de estômago e refluxo ácido. Se não te incomoda, no entanto, pode ser mantido regularmente, acrescenta Cassetty.

Em última análise, tudo se resume à preferência pessoal. “Quando você considera descafeinado versus café comum, trata-se principalmente de cafeína”, disse Jessica Cording, nutricionista e autora do "The Little Book of Game-Changers: 50 hábitos saudáveis ​​para gerenciamento do estresse e da ansiedade”.

Último acesso: 26 Sep 2020 - 17:21:44 (335).