saude   / Adaptações ao Covid-19

Natal na pandemia? Higiene e planejamento são algumas das dicas para economizar na ceia e fazer compras seguras

Lembrando que a melhor opção é passar a celebração em sua casa com as pessoas que vivem com você!

VIVA SAÚDE Publicado quarta 23 dezembro, 2020

Lembrando que a melhor opção é passar a celebração em sua casa com as pessoas que vivem com você!
Natal na pandemia? Higiene e planejamento são algumas das dicas para economizar na ceia e fazer compras seguras - Freepik

Com a alta nos preços dos alimentos este ano, a ceia de Natal pode sair mais cara, não é mesmo?

Mas com planejamento, pesquisa e substituições, é possível economizar tendo uma refeição gostosa! Além disso, a pandemia do coronavírus exige que as compras sejam mais cuidadosas com relação à higiene.

Por isso, algumas dicas são essenciais para a celebração de Natal em meio à pandemia. Confira:

+++ VEJA TAMBÉM: Romã no Natal traz sorte! Tradições, orações e simpatias para fazer na mágica noite natalina

+++ VEJA TAMBÉM: Festival das lanternas gigantes na Filipinas? 6 tradições curiosas de Natal pelo mundo

PLANEJAMENTO

O primeiro passo para quem quer economizar está no planejamento das compras. Para evitar gastos desnecessários, o consumidor deve fazer uma lista com os produtos que pretende adquirir.

PESQUISA

Com a lista de compras em mãos, a dica é pesquisar o preço dos produtos em diferentes supermercados, encartes promocionais e feiras, que também são uma ótima opção para economizar. Fique atento se o preço publicado no anúncio corresponde ao praticado no estabelecimento. De acordo com o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, o fornecedor não pode recusar o cumprimento da oferta.

SUBSTITUIÇÃO 

Uma forma de economizar está na substituição de um produto típico das ceias de fim de ano por outro menos consumido neste período. Interessante também é optar por produtos de marcas menos famosas, o que pode baratear a compra. Produtos importados podem tornar a ceia mais “salgada”.

PAGAMENTO

No caixa, fique atento ao preço que está sendo cobrado pelo produto. Se for constatada divergência entre o valor cobrado e o anunciado nas gôndolas e encartes, o consumidor tem direito a pagar o menor preço pelo produto.

HIGIENE
Um cuidado deve estar relacionado às condições de higiene do estabelecimento e dos atendentes para evitar a compra de produtos contaminados. Certos cuidados básicos, principalmente, com os produtos perecíveis, podem evitar problemas, como doenças e intoxicações alimentares.

VALIDADE
Verifique a validade dos produtos e as informações contidas no rótulo, que devem trazer dados importantes como data de fabricação, prazo de validade, composição, peso, carimbos de inspeção, origem e fabricante/produtor. Verifique também o teor de gordura, sódio, açúcar e outros. As nomenclaturas diet e light não significam necessariamente que esses produtos são isentos ou tenham percentual reduzido de açúcar ou gordura.

EMBALAGEM
Verifique as condições da embalagem, que não deve estar amassada, rasgada, enferrujada, estufada ou furada, pois podem indicar a deterioração do alimento ou presença de insetos. Na compra de bebidas, verifique se o lacre não está rompido ou mesmo ausente e se a garrafa ou lata apresenta vazamento ou rachaduras.

REFRIGERADOS
O balcão de produtos refrigerados ou congelados não deve apresentar poças de água, embalagens transpiradas ou com placas de gelo sobre a superfície. Essas características podem indicar temperatura inadequada, superlotação ou que as geladeiras foram desligadas durante a noite. A aquisição dos congelados deve ser feita no final das compras.

Último acesso: 03 Dec 2021 - 18:36:33 (1167).