saude   / Coronavírus

Ministério da Saúde orienta que segunda dose da vacina deve ser tomada mesmo fora do prazo

Brasil enfrenta dificuldade no fornecimento de vacinas da Coronavac para aplicação da seguna dose

Viva Saúde Publicado quarta 28 abril, 2021

Brasil enfrenta dificuldade no fornecimento de vacinas da Coronavac para aplicação da seguna dose
Segunda dose da vacina da covid-19 deve ser tomada mesmo em atraso - Freepik

Diante do problema de fornecimento de algumas vacinas, o Ministério da Saúde decidiu publicar nesta terça-feira, 27, novas orientações acerca da imunização contra a covid-19. Marcelo Queiroga orientou na pasta do Ministério que a segunda dose da vacina deve ser tomada mesmo fora do prazo para o retorno.

É altamente contraindicado tomar doses de dois imunizantes diferentes e a falta de vacinas tem feito muitas pessoas voltarem para casa e perderem o prazo de vacinação da segunda dose orientado pelos laboratórios.

"Essa é a orientação do Ministério da Saúde, que reforça a importância de se completar o esquema vacinal para assegurar a proteção adequada contra a doença", destacou as informações do órgão.

+ VEJA TAMBÉM: Reino Unido auxilia Índia que se aproxima de 200 mil mortes por coronavírus

O Ministério admitiu haver um atraso no fornecimento das segundas doses da Coronavac, mas orientou que mesmo que ela seja tomada assim que estiver disponível, mesmo que o tempo de retorno tenha passado levando em conta que tomar apenas a primeira dose não garante a imunidade necessária para evitar uma infecção grade causada pela covid-19. 

O órgão salientou que é 'improvável que intervalos aumentados entre as doses das vacinas ocasionem a redução na eficácia do esquema vacinal', no entanto, deixou claro que o atraso deve ser evitado se possível.

 

Último acesso: 13 Jun 2021 - 14:25:37 (2185).