saude   / Covid-19

EUA compram 500 milhões de doses da vacina da Pfizer para doar a outros países

Os Estados Unidos pretendem atuar na escassez de imunizantes em outros países

Viva Saúde Publicado quinta 10 junho, 2021

Os Estados Unidos pretendem atuar na escassez de imunizantes em outros países
Joe Biden deverá anunciar a compra de 500 milhões de doses da covid-19 - Getty Images

Os Estados Unidos planejam comprar 500 milhões de doses para distribuir entre países mais atingidos pela pandemia e com escassez de imunizantes. O país, que se destacou durante a pandemia devido os altos números de contaminados, mas também por conta da campanha de vacinação eficiente -- que já vacinou mais da metade da população --, irá doar as doses da vacina da Pfizer/ BioNTech com o objetivo de se tornar o país responsável pela vacinação de outras nações. 

O anúncio da proposta deverá ser apresentado nesta semana por Joe Biden durante cúpula do G7 no Reino Unido, no entanto, a notícia já foi divulgada na imprensa norte-americana nesta quarta-feira, 09. O presidente norte-americano já havia dado "spoilers" sobre a medida ao ser perguntado se tinha alguma estratégia para imunizar outros países. 

+ VEJA TAMBÉM: Estados Unidos quer acelerar a produção de vacinas para distribuição de doses em todo o mundo

Durante a viagem para encontrar-se com líderes da Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, Biden respondeu: "Tenho uma [estratégia] e vou anunciar”. Jornalistas suspeitam que Biden fará o anúncio ao lado do diretor-executivo da Pfizer, Albert Bourla. Cerca de 200 milhões de doses serão enviadas ainda este ano para outros países e o restante em 2022. 

A estratégia dos Estados Unidos ao ajudar países com vacinas coincide com a pressão internacional para que países ricos ajudem no enfrentamento à escassez de imunizantes em países afetados drasticamente pela pandemia e sem condições de realizar uma campanha de vacinação eficiente como os EUA. 

 

Último acesso: 13 Jun 2021 - 14:52:11 (2577).