saude   / Contra a COVID-19

Anvisa autoriza testes em humanos para a vacina ButanVac

O imunizante, que não depende de insumos de outros país para ser produzido, é um projetos do Instituto Butantan

VIVA SAÚDE Publicado quinta 10 junho, 2021

O imunizante, que não depende de insumos de outros país para ser produzido, é um projetos do Instituto Butantan
Anvisa autoriza testes clínicos em humanos da ButanVac - Reprodução/ GovSp

O desenvolvimento da vacina ButanVac, projeto do Instituto Butantan, ligado ao Governo de São Paulo, recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para a realização de testes em humanos. 

Caso aprovado, o imunizante será fabricado integralmente no Brasil, visto que a tecnologia usada nele é predominantemente nacional. 

De acordo com a agência, a autorização concedida está condicionada à apresentação de dados complementares sobre o andamento das pesquisas a respeito do imunizante.

COMO FUNCIONARÁ A PESQUISA CLÍNICA?

Nas fases 1 e 2, que terão três etapas, a previsão é de que hajam 6 mil voluntários, segundo a ANVISA, porém a autorização emitida na quarta-feira, 9, corresponde à fase A, da qual participarão em torno de 400 pessoas.

Os testes serão realizados pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

A notícia foi comemorada pelo Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), no Twitter, que também informou: "A Anvisa acaba de autorizar os testes clínicos com a ButanVac, a vacina do Butantan contra a Covid-19, que não depende de insumos de outros países para sua produção. O Instituto Butantan já tem 7 milhões de doses prontas da ButanVac. Grande notícia. Obrigado Anvisa!"

 

 

 

Último acesso: 13 Jun 2021 - 15:12:47 (2576).