Publicidade

Dedé Santana é diagnosticado com pedra no rim, e precisará passar por cirurgia

O humorista Dedé Santana passou mal e teve que cancelar apresentação em evento

Dedé Santana está com cálculo renal – Instagram/dedesantanaoficial

Dedé Santana foi diagnosticado com pedra no rim, após passar mal e realizar série de exames. Aos 85 anos, o humorista iria participar do Cine Circo Teatro Itinerante, no Rio Janeiro, nesta quinta-feira, 18 de novembro de 2021, mas precisou cancelar sua apresentação por conta de seu estado de saúde. 

Publicidade

Conforme a assessoria do grande ícone dos Trapalhões, o tamanho da pedra é pequeno, e ele está em repouso em hotel, tomando medicamentos. Apesar de não ter sido internado, Dedé Santana precisará realizar uma operação para a retirada do cálculo renal.

+++ Infecção urinária pode se espalhar pelo sangue e se transformar em um quadro grave; entenda como isso pode ocorrer

+++ Atriz da série ”Anne With an E” faz cirurgia para a retirada dos seios, aos 19 anos 

Para o público que estava aguardando a apresentação de Dedé do do Cine Circo Teatro Itinerante, a nova data já está no ar: no dia 27 de novembro irá acontecer o evento, com entrada gratuita.  

Publicidade

DESENVOLVIMENTO DE PEDRA NOS RINS

A dor é uma característica muito forte para quem é acometido por pedra nos rins. Conforme vídeo no canal do médico Drauzio Varella, o desenvolvimento de cálculo renais pode ser causado por diversos fatores, como: 

  • Alimentação inadequada;
  • Mal funcionamento do sistema urinário;
  • Predisposição genética;
  • Beber pouca água. Quem tem esse hábito “produz urina mais concentrada, o que facilita a formação de cristais que vão formar as pedras”.  

Confira mais no vídeo do canal Drauzio Varella:

Publicidade

PEDRA NOS RINS NO VERÃO

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 10% da população mundial será acometida com pedra nos rins pelo menos na vida. E a incidência dessa condição tem uma maior chance de se desenvolver no verão. É o que aponta a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), no qual aponta que nessa época mais quente do ano, a probabilidade de uma pessoa ter pedra nos rins aumenta em 30%.