Testeira
  covid-19   / OMS e vacinas

Organização Mundial da Saúde diz que vacinas podem ser atualizadas. Conforme o órgão, repetição de doses de reforço não é sustentável

Conforme a OMS, a atualização das vacinas pode oferecer a proteção recomendada pelo órgão

Viva Saúde Publicado quinta 13 janeiro, 2022

Conforme a OMS, a atualização das vacinas pode oferecer a proteção recomendada pelo órgão
OMS fala sobre atualização de vacinas - Freepik/freepik

O aumento significativo de infecções pela Ômicron fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertar o mundo sobre uma questão importante diante desse cenário: a atualização de vacinas. Recentemente, a OMS afirmou que a nova cepa não deve ser considerada como branda. 

Diversas farmacêuticas realizaram estudos para entender a eficácia dos imunizantes contra a nova variante. Em dezembro, a Sinovac anunciou projeto para a adaptação da CoronaVac e, nesta segunda-feira, 10, a Pfizer anunciou uma nova vacina contra a Ômicron, prevista para ficar pronta em março. 

É exatamente nesta linha que a OMS fez uma declaração nesta terça-feira, 11, de que os imunizantes podem precisar ser atualizados para obterem uma eficácia maior diante de um novo contexto. “A composição das vacinas atuais contra a Covid-19 pode precisar ser atualizada, para garantir que as vacinas contra a Covid-19 continuem a fornecer os níveis de proteção recomendados pela OMS contra infecções e doenças por variantes de preocupação, incluindo a Ômicron e variantes futuras”, disse o órgão em comunicado

+++ Pré-cadastro para vacinar crianças já está disponível, conforme anúncio do Estado de São Paulo

+++ Tempo de isolamento reduzido para Covid-19: especialista fala sobre a diminuição da quarentena de dez para até cinco dias; Confira mais

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE DIZ COMO DOSES DE REFORÇO REPETIDAS NÃO É UMA MEDIDA SUSTENTÁVEL

Para a OMS essa seria a opção mais viável, já que a organização considera muitas doses de reforços como uma medida insustentável. O Chile, por exemplo, já começou nesta semana a aplicação da quarta dose para imunossuprimidos acima de 12 anos, como forma de conter o avanço da Ômicron. 

+++ Pfizer anuncia vacina adaptada contra Ômicron; Previsão é de que o imunizante fique pronto até março

“As vacinas da Covid-19 precisam provocar respostas imunes amplas, fortes e duradouras para reduzir a necessidade de doses de reforço sucessivas, informou a organização. De acordo com especialistas da OMS, um imunizante adaptado poderia ser multivalente, para a eliminação de diversas variantes em uma só vez ou uma vacina específica para a cepa dominante ao redor do mundo

Último acesso: 29 Jan 2022 - 10:23:20 (3869).