saude   / Imunizante

Produção da Coronavac: Instituto Butantan recebe 3 mil litros de IFA para aceleração da vacina

Matérias-primas, vindas de Pequim, na China, chegaram ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 6h13. 

VIVA SAÚDE Publicado segunda 19 abril, 2021

Matérias-primas, vindas de Pequim, na China, chegaram ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 6h13. 
Produção da Coronavac: Instituto Butantan recebe 3 mil litros de IFA para aceleração da vacina - Freepik

Foi recebido nesta segunda-feira de manhã, dia 19, pelo Instituto Butantan, mais três mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para produção da CoronaVac. Isso vai ser suficiente para produzir mais cinco milhões de imunizantes contra o coronavírus.

As matérias-primas, vindas de Pequim, na China, chegaram ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 6h13. 

E, o lote que chegou de IFA hoje deveria ter chegado no dia 8 de abril, mas mesmo com o atraso, o Butantan vai completar a entrega das quarenta milhões de doses de Coronavac ao Ministério da Saúde até 10 de maio. A promessa inicial era que essas doses seriam entregues ao governo federal até o fim de abril. O atraso ocorre porque o processo de envase e rotulagem, etapa final de produção da vacina, vai demorar duas semanas.

+++ VEJA TAMBÉM: Venda de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid dispara no Brasil
+++ VEJA TAMBÉM: Segundo especialista da OMS é necessário dar atenção à "Covid longa"

Além disso, no primeiro plano, o Butantan receberia seis mil litros do IFA em um único lote, mas o envio da matéria-prima foi dividido. Os outros três mil litros do insumo para a Coronavac devem chegar antes do fim de abril, mas ainda não tem data definida.

Último acesso: 03 Dec 2021 - 20:41:14 (2092).