saude   / Pandemia

Pesquisadores investigam possível nova linhagem do coronavírus Sars-Cov-2 em circulação no Rio

A variante carioca do coronavírus não é a mesma identificada no Reino Unido

VIVA SAÚDE Publicado quarta 23 dezembro, 2020

A variante carioca do coronavírus não é a mesma identificada no Reino Unido
Pesquisadores investigam possível nova linhagem do coronavírus Sars-Cov-2 em circulação no Rio - Freepik

Pesquisadores brasileiros investigam uma possível nova linhagem do coronavírus Sars-Cov-2, em circulação no Rio de Janeiro. Um estudo publicado no domingo, dia 20, como prévia (pré-print, ainda não revisado por outros cientistas), aponta que ela está restrita à capital fluminense.

A "nova linhagem" seria originária de uma outra que já havia sido registrada no país durante o início da pandemia, e que foi chamada de B.1.1.28. Segundo o artigo, as mutações identificadas como C100U, C28253U, G28628U, G28975U e C29754U aconteceram no RNA do vírus.

Essas cinco mutações foram encontradas no material genético do vírus em pelo menos 36, das 180 amostras sequenciadas pelos cientistas do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – o que indica a possibilidade de uma nova linhagem.

+++ VEJA TAMBÉM: Coronavírus X Salão de beleza: é seguro frequentar?
+++ VEJA TAMBÉM: Covid-19: vacina da Pfizer tem 90% de eficácia, afirma laboratório 

Além dessas cinco, os pesquisadores identificaram também uma outra mutação, a G23012A – também chamada de E484K – na proteína S (Spike, ou espinho), que forma a coroa do vírus. É com ela que o coronavírus se conecta às células das mucosas para infectá-las e se replicar.

E, a variante carioca do coronavírus não é a mesma identificada no Reino Unido. Na semana passada, autoridades de saúde britânicas anunciaram ter descoberto uma linhagem – batizada de B.1.1.7. –, que é cerca de 70% mais transmissível que o tipo comum.

Último acesso: 29 Jan 2022 - 11:07:23 (1163).