saude   / Ponto importante

É possível "se viciar" em comida? Entenda!

Muitas pessoas dizem que "são viciadas" em tal alimento, em certo exagero, mas será que é clinicamente possível?

Viva Saúde Publicado sexta 15 janeiro, 2021

Muitas pessoas dizem que
Vício alimentar - Pixabay

Com toda certeza, comer é uma das sensações de todo ser humano, principalmente quando é um prato ou um alimento que gostamos muito.

Porém, muitas pessoas alegam que são "viciadas" no alimento X... Será que é realmente possível esse diagnóstico?

+++LEIA MAIS: Indonésia começa vacinação contra a COVID-19 em jovens

Antes de tudo, vale ressaltar que a palavra "vício" teve uma conotação diferente nesses útlimos tempos. Hoje em dia, qualquer obsessão é popularmente chamada de vício, seja desde uma série de TV, uma atividade ou até a comida, mesmo não sendo a palavra mais recomendada.

Sabendo disso, é importante definir o que seria um vício, então. Segundo o dicionário Oxford, vício seria "defeito ou imperfeição grave de pessoa ou coisa ou qualquer deformação que altere algo física ou funcionalmente".

Partindo daí, fica a pergunta: "É possível uma pessoa ter vício em comer?"

A resposta é: Não!

Segundo a especialista Amanda Menezes Gallo, em entrevista para o portal Minha Vida, a explicação dessa confusão seria algo neurológico, mais especificamente onde esse prazer de comer age: "O que existem são alimentos com alta palatabilidade - especialmente aqueles ricos em açúcar e gorduras. Em algumas pessoas, eles podem ativar as mesmas regiões do cérebro onde algumas drogas ilícitas ou substâncias psicoativas agem".

"A alta palatabilidade de alimentos com açúcar e gordura acaba ativando, em algumas pessoas, regiões responsáveis pelo prazer no nosso cérebro. Então é natural, da própria espécie humana, querer repetir aquilo que nos faz bem, aquilo que é gostoso e aquilo que nos traz sensações boas, e o açúcar para muitas pessoas acabam ocupando esse lugar", completou.

 

 

Último acesso: 16 May 2021 - 21:41:48 (1320).