saude   / Pesquisa e saúde

Dietas com base mediterrânea reduzem o risco de doenças cardíacas em até 21%, mostra estudo americano

Esse estilo de alimentação compartilha características como maior consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, legumes e nozes

VIVA SAÚDE Publicado quinta 26 novembro, 2020

Esse estilo de alimentação compartilha características como maior consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, legumes e nozes
Dietas com base mediterrânea reduzem o risco de doenças cardíacas em até 21%, mostra estudo americano - Freepik

A dieta mediterrânea e planos similares de nutrição vegetal parecem reduzir o risco de doenças cardíacas em até 20%, segundo uma análise da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. No geral, uma maior adesão a um regime alimentar saudável foi associada a um risco 10% a 20% menor de doenças cardiovasculares.

Adultos com níveis mais altos de consumo da dieta mediterrânea, cujas refeições são à base de peixes e plantas inspiradas na culinária grega e italiana, tiveram um risco de 14% a 21% menor de doenças cardiovasculares.

+++ VEJA TAMBÉM: A oneomania, doença do consumismo exagerado, atinge principalmente as mulheres

+++ VEJA TAMBÉM: Terapia alternativa! Veja de que maneira a hipnose atua como ferramenta de tratamento da compulsão alimentar

No estudo, os pesquisadores acompanharam a saúde cardíaca de aproximadamente 170.000 mulheres e 43.000 homens sem histórico de doença cardíaca no Nurses’ Health Study e do Health Professionals Follow-up Study e, muitos dos participantes do estudo foram acompanhados por mais de vinte e cinco anos.

E, no total, foram notificados 23.366 casos de doenças cardíacas entre os participantes do estudo, incluindo pouco mais de 18.000 diagnósticos de doenças cardíacas congestivas e quase 5.700 derrames. Em comparação com aqueles que não aderiram estreitamente a um plano alimentar, os participantes que seguiram a dieta mediterrânea reduziram em 17% o risco de doenças cardíacas.

Além disso, essa dieta saudável ​​para o coração compartilha características como maior consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, legumes e nozes, e menor consumo de carnes vermelhas e processadas e adição de açúcar.

Último acesso: 19 Sep 2021 - 04:47:08 (930).