Publicidade

BBB 23: Marvvila diz ter um dedo extra; entenda o que é a polidactilia

Causada por fatores genéticos, a polidactilia pode gerar grande desconforto estético devido ao número aumentado de dedos

BBB 23: Marvvila diz ter um dedo extra; entenda o que é a polidactilia
BBB 23: Marvvila diz ter um dedo extra; entenda o que é a polidactilia – Reprodução/Instagram/@marvvila

Recentemente, a cantora Marvvila, participante da atual edição do Big Brother Brasil, revelou, em conversa com Ricardo, que possui um dedo extra na mão, ao lado do dedo mínimo, condição conhecida como polidactilia.

Publicidade

“A polidactilia é caracterizada pela presença de um número aumentado de dedos nas mãos ou nos pés. Esses dedos extranumerários podem ser completos, isto é, totalmente formados, com ossos e articulações, ou não, por exemplo, podem ser constituídos apenas de pele”, alerta o Dr. Marcos Cortelazo, ortopedista especialista em joelho e traumatologia esportiva.

Segundo o especialista, a condição pode ocorrer por conta de uma mutação genética causada por um alelo autossômico dominante. “Existem duas possibilidades de herança familiar. Se apenas um dos pais possuir o problema, as chances de o filho nascer com polidactilia são de 50%, contra 100% caso ambos os pais possuam a condição”.

Marvvila diz ter um dedo extra; entenda o que é a polidactilia

Durante a conversa na academia da casa mais vigiada do Brasil, Marvvila explicou que a genética da doença é fortíssima em sua família.

“Eu nasci assim. Vamos lá: meu avô, minha mãe, os filhos da minha mãe, a irmã da minha mãe, os sete filhos da irmã da minha mãe, meus primos e os filhos dos meus primos”, disse a cantora.

Publicidade

O Dr. Marcos Cortelazo explica que a polidactilia tem diversas variações, que podem ser causadas por apenas um gene. No caso de Marvvila, trata-se de polidactilia ulnar ou pós-axial, quando o dedo extra fica ao lado do dedo mínimo.

“Quando o dedo extra fica do lado do polegar, denomina-se polidactilia radial ou pré-axial. Já quando o dedo extra não está localizado nas bordas, mas sim no meio da mão, a condição é chamada de polidactilia central”, acrescenta.

Marvvila diz ter vergonha da condição. Nesses casos, é possível realizar uma cirurgia para retirada do dedo adicional. “Normalmente, a cirurgia é realizada por questões estéticas e também funcionais. Quando o dedo extranumérico está localizado no pé, por exemplo, o paciente pode sentir dor pelo fato do número aumentado de dedos causar compressão dentro dos calçados”, explica o ortopedista.

Publicidade

“A cirurgia de polidactilia é o procedimento de reparação e retirada dos dedos extras e não oferece riscos ou complicações pós-cirúrgicas. Em casos de protrusões rudimentares, ou seja, dedos extras que não possuem ossos, a remoção pode ser feita logo após o nascimento”, finaliza o Dr. Marcos Cortelazo.