saude   / Sustentável

Alimentação eco-friendly: faz bem para você e para o planeta; Saiba mais

Para você ter uma ideia, um único boi consome até sessenta litros de água e catorze quilos de comida por dia

VIVA SAÚDE Publicado quarta 21 outubro, 2020

Para você ter uma ideia, um único boi consome até sessenta litros de água e catorze quilos de comida por dia
Alimentação eco-friendly: faz bem para você e para o planeta - Freepik

Você já ouviu fala sobre o termo “eco-friendly’? Sua tradução do inglês para o português significa "amigável ao meio ambiente”!

Em outras palavras, se refere a algo que não causa danos socioambientais ou tem impactos reduzidos em comparação a um produto, evento, situação ou postura equivalente. No Brasil, esse conceito também está presente nos termos "ecológico", "sustentável", "consumo consciente", "verde", entre outros!

E, a escolha por uma atuação no mundo nesse modo sustentável, com suas limitações, é uma postura que pode ser adotada tanto por empresas, governos e organizações quanto por pessoas, em várias situações, como na alimentação.

 

+++ VEJA TAMBÉM: Conecte-se com a Terra: saiba porquê abraçar árvores pode ser benéfico para sua saúde mental
+++ VEJA TAMBÉM: Andar de bicicleta melhora o estado de ânimo e faz bem para seu "bolso"; Veja mais benefícios dessa prática

 

Recentemente, um estudo feito com millennials americanos — pessoas nascidas entre 1980 e 1990 — constatou que 57% deles seguem uma dieta especial. Destes, 44% o fazem porque é melhor para o meio ambiente, enquanto 37% dizem que é mais ético. 

Realizada pela produtora de alimentos vegetarianos e vegetais Sweet Earth Foods, e conduzida pela OnePoll, essa pesquisa apontou que os jovens estão cada vez mais preocupados em se alimentar bem e conscientes dos impactos que seus estilos de vidas causam na comunidade como um todo. 

De acordo com mais resultados desse estudo, os entrevistados têm como principais prioridades: o custo (48%), os nutrientes (46%) e a ausência de aditivos artificiais em seus alimentos (40%). Em seguida, vem a busca por alimentos orgânicos (39%) e refeições com base em vegetais (37%).

E, não é preciso ser muito radical para ajudar o planeta, sabia? Com alguns pequenos hábitos, dá sim para ter um cardápio muito mais ecológico. Veja:

 

Priorize frutas e verduras da estação


Você já parou para pensar que as frutas, verduras e legumes que come não nascem naturalmente o ano todo, mas só em algumas épocas? 

Então por que encontramos eles todos os meses no mercado? Por conta da grande quantidade de sementes transgênicas, com fertilizantes e agrotóxicos. A tecnologia que permite com que haja oferta de certos tipos de alimentos o ano todo acaba com o solo.

Por isso, preste atenção no que é típico na sua estação, e priorize. Fazer isso estimula o mercado a respeitar o ciclo de vida da natureza. Sem contar que economiza um dinheiro — esses alimentos costumam ser mais baratos.


Compre menos embalagens

Os benefícios de trocar o supermercado pelas feiras são inúmeros. Primeiro, você leva menos sacolas plásticas para casa — que demoram muito tempo para se decompor no meio ambiente, poluem oceanos e rios e podem ser confundidas por algas pelos animais marinhos, causando mortes.

Aproximadamente 1,5 bilhão desses produtos são consumidos por dia. E para que contribuir com mais, não é mesmo? Se você optar pelo supermercado, experimente comprar sacolas de tecido ou levar um carrinho. 


#SegundaSemCarne! 

Para você ter uma ideia, um único boi consome até sessenta litros de água e catorze quilos de comida por dia, o que poderia muito bem ser destinado a outros fins. 

Contudo, se você ainda não consegue abrir mão da proteína de origem animal, pode ir aos poucos. Vale pesquisar sobre movimentos como a #segundasemcarne, que preza a diminuição do consumo do alimento e incentiva que você adote um cardápio vegetariano por um dia na semana. 

Vale a pena também evitar exageros quando for para uma churrascaria, por exemplo.
 

Último acesso: 19 Jan 2021 - 08:14:42 (606).