saude   / Novo velho normal?

Agência dos EUA afirma que embalagens e alimentos tem "mínimas chances" de transmitirem coronavírus

Eles entendem que a transmissão se dá de pessoa para pessoa e que o vírus não consegue se sustentar em demais ambientes

Viva Saúde Publicado terça 23 fevereiro, 2021

Eles entendem que a transmissão se dá de pessoa para pessoa e que o vírus não consegue se sustentar em demais ambientes
Embalagens - Pixabay

Que atire o primeiro álcool em gel quem nunca, após chegar em casa com as compras, desenfetou todos os alimentos e embalagens que foram comprados!

Pois é, no começo da pandemia, como se sabia muito pouco sobre o vírus, a recomendação era realmente a esterilização dos objetos, afinal, um cuidado a mais não faz mal a ninguém,

+++LEIA MAIS: Coronavírus pode entrar no mesmo "hall" de dengue e gripe, no Brasil!

Porém, um estudo realizado pela Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos mostrou que a chance de contrair o coronavírus através de embalagens e alimentos é "mínima".

"Considerando os mais de 100 milhões de casos da Covid-19, não vimos evidências epidemiológicas de alimentos ou embalagens de alimentos como a fonte de transmissão da SARS-CoV-2 para humanos", disse o documento oficial.

Eles ainda enfatizaram que a COVID-19, por se tratar de uma doença respiratória, é transmitida de humanos para humanos, não sendo possível, praticamente, o contágio de outra maneira.

Isso quer dizer que devemos aliviar as medidas preventivas, como álcool em gel? Não! 

Afinal, ainda se está longe, infelizmente, da doença estar controlada e todas as medidas preventivas são bem-vindas.

 

Último acesso: 08 Mar 2021 - 07:13:33 (1654).