saude   / Alimento do bem

Açafrão: Entre seus benefícios estão a diminuição do risco de câncer e do envelhecimento precoce

O tempero ainda conta com ferro, que previne anemias e, manganês, essencial para o metabolismo do colesterol

VIVA SAÚDE Publicado segunda 26 outubro, 2020

O tempero ainda conta com ferro, que previne anemias e, manganês, essencial para o metabolismo do colesterol
Açafrão: Entre seus benefícios estão a diminuição do risco de câncer e do envelhecimento precoce - Freepik

Você sabia que o açafrão-da-terra, também conhecido como cúrcuma, açafrão da índia e gengibre amarelo, é uma raiz da família do gengibre?

A cúrcuma tem sido utilizada há mais de quatro mil anos no Oriente Médio e na Ásia, tanto na Medicina Ayurvedica como na Medicina Tradicional Chinesa, como um potente fitoterápico.

Também, esse tempero se destaca pela ação antienvelhecimento e antioxidante e, segundo uma pesquisa da Universidade da Califórnia, é capaz de reduzir o risco da doença de Alzheimer. O gengibre amarelo também protege contra diversos tipos de câncer e tem ação anti-inflamatória.

Com diversos minerais e vitaminas, com destaque para o potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial e previne derrames, também é fonte de vitaminas C, aliada da imunidade, e vitamina B6, que é benéfica para o cérebro.

 

+++ VEJA TAMBÉM: Quiche de espinafre! Nutritivo e saudável, é uma ótima opção para almoço ou jantar; Veja

+++ VEJA TAMBÉM: Alimentação eco-friendly: faz bem para você e para o planeta; Saiba mais

 

E, o tempero ainda conta com ferro, que previne anemias, manganês, essencial para o metabolismo do colesterol e para o crescimento, cálcio, que é aliado dos ossos e dentes, e magnésio, importante para o metabolismo da glicose. Veja mais benefícios:

 

PROTEGE O CORAÇÃO

A cúrcuma evita o acúmulo de colesterol “ruim”, o que protege o coração e evita ataques cardíacos ou derrames. Além disso, a ciência descobriu que a curcumina reduz o risco de insuficiência cardíaca. 

 

REDUZ INFLAMAÇÕES NO ORGANISMO

Usada na culinária indiana, o extrato de cúrcuma (ou açafrão-da-terra) é um tempero com propriedades anti-inflamatórias. Estudos mostram que essa substância aumenta a resistência das células aos danos oxidativos, além de reduzir os processos inflamatórios no organismo. O consumo desse extrato ainda inibe o crescimento de bactérias, parasitas e fungos, que provocam doenças. 

 

CONTRA O CÂNCER

A ação antioxidante da curcumina presente no açafrão-da-terra protege as células de radicais livres que podem danificar o DNA celular, cuja alteração leva ao crescimento de células cancerígenas. Este polifenol também ajuda o corpo a destruir as células cancerosas desgarradas evitando metástases.

A curcumina ainda age inibindo a síntese de proteínas que atuam na formação do tumor e evita a angiogênese, que é a formação de novos vasos sanguíneos para alimentar o crescimento de células cancerígenas.

 

BOM PARA O CÉREBRO 

Os resultados de um estudo publicado na revista Stem Cell Research & Therapy, mostram que o açafrão-da-terra pode ajudar a reparar o cérebro após uma lesão e também pode ser usado para tratar doenças neurodegenerativas.

Para examinar os efeitos da cúrcuma em células cerebrais, os cientistas banharam as células-tronco do cérebro adulto em um extrato contendo turmerona, um polifenol encontrado no açafrão-da-terra. O crescimento de células-tronco foi superior a 80% quando comparado com o controle.

 

CONTRA A DEPRESSÃO 

Uma pesquisa publicada na revista Phytotherapy Research confirmou através de ensaio clínico em sessenta pacientes que a curcumina é segura e eficaz no tratamento de estados graves de depressão comparada com a fluoxetina.

E, a eficácia da curcumina foi semelhante ao do medicamento antidepressivo, no entanto, ela não apresenta nenhum dos efeitos colaterais associados com a droga e ainda fornece benefícios adicionais à saúde.

Estes resultados estão de acordo com outra pesquisa, publicada na revista Psychopharmacology, mostrando que a curcumina aumenta os níveis de neurotransmissores como serotonina e dopamina, responsáveis pela sensação de bem-estar.

Último acesso: 02 Dec 2020 - 06:38:17 (648).