Publicidade
9 dicas de como lidar com filhos que enfrentam os pais
9 dicas de como lidar com filhos que enfrentam os pais – FREEPIK

O comportamento agressivo de filhos aos pais vem se tornando um importante tema no contexto da violência doméstica. Entende-se aqui comportamento agressivo ou violento como qualquer tipo de expressão verbal ou física que ameaça os pais ou visa o controle de sua autoridade parental. O objetivo final (intencional ou não) é inverter a regra usual, segundo a qual os filhos obedecem aos pais. As informações são da especialista em análise de perfil e neurociência comportamental, Stela Azulay.

Publicidade

Como lidar com filhos que enfrentam os pais?

A criança nasce sem noção de limites. Tão logo começa a engatinhar e dar os primeiros passos, avança na exploração do meio ambiente, na tentativa de compreendê-lo e dominá-lo. A partir desse momento, precisa que os pais (e adultos, em geral) exerçam o papel de impor limites, uma vez que essa necessidade de exploração pode colocar a criança em situações de risco. Além do perigo, a imposição de regras permite que a criança adquira valores para convívio social.

Esse aprendizado precisa começar logo cedo (nos primeiros meses de vida). O estabelecimento de regras e limites claros facilita a vida da criança, pois ela não tem maturidade para julgar o que deve e o que não deve fazer. O exemplo dos pais também é fundamental, já que a criança tem tendência a imitar o comportamento deles. A medida que cresce, ela incorpora tais regras, aprende gradualmente a tolerar frustrações e, aos poucos, vai respeitando os limites por si mesma, desenvolvendo sua capacidade de autocontrole.

Um fator cultural recente, que também justifica o aumento dos atritos, é a mudança na autoridade dos pais em relação aos filhos. Hoje, vemos com frequência pais e filhos no mesmo patamar hierárquico. E há diversos motivos que contribuíram para esta mudança: uso de drogas; depressão; exposição à violência em redes sociais, games ou séries; pressão de colegas que podem afetar a personalidade do jovem, entre outros.

Então, o que fazer?

Seria possível prevenir ou evitar que os filhos se tornem agressores dos pais? Embora não haja uma garantia de sucesso, a profissional elencou algumas regras mínimas podem ajudar a reduzir o risco dessa situação:

Publicidade

1- O primeiro passo é a conscientização dos pais de que é sua responsabilidade educar os filhos. A educação se dá pelas orientações e explicações dadas aos filhos, e também pelo próprio modo como os pais se comportam. Os pais são os primeiros modelos que os filhos observam e procuram se espelhar.

2- Devem também se conscientizar de que há uma hierarquia na relação pais-filhos, sendo que os pais estão num patamar superior em relação aos filhos. Pode, e deve, haver amizade entre pais e filhos, mas é preciso deixar claro que esta amizade é diferente daquela que eles têm com seus amigos e colegas.

3- Não há como educar sem impor limites. E a colocação de limites começa cedo, tão logo a criança começa a explorar o ambiente.

Publicidade

Para todas as dicas, CLIQUE AQUI e acesse ao site da revista BONS FLUIDOS, parceira da VIVA SAÚDE.

 

Publicidade