beleza   / Cuidados com a pele

Bebe demais? Veja como o consumo excessivo álcool pode afetar a sua pele

De uma maneira geral, as bebidas afetam diretamente as reservas de água no corpo humano, causando a desidratação

Viva Saúde Publicado terça 20 abril, 2021

De uma maneira geral, as bebidas afetam diretamente as reservas de água no corpo humano, causando a desidratação
Bebe demais? Veja como o consumo excessivo álcool pode afetar a sua pele - Freepik

As bebidas alcoólicas são, por mais gostosas e agradáveis em um momento de lazer, responsáveis por problemas de saúde como inflamação no fígado, dores de cabeça, azia, refluxo, entre outros.

Porém, a pele não deixa de ser um dos órgãos afetados pelo consumo do álcool. De uma maneira geral, as bebidas, fermentadas e destiladas, afetam diretamente as reservas de água no corpo humano, causando a desidratação, uma vez que o álcool é metabolizado e eliminado por ela.

+ VEJA: Além do básico: 6 estratégias que retardam aparecimento de rugas, flacidez e manchas antes dos 40 anos

+ VEJA: "Desacelere o tempo" com esses 3 tratamentos cosméticos que travam o envelhecimento da pele

Baseados em matéria compartilhada pelo portal Viva Bem, do UOL, confira a seguir uma lista das possíveis problemas de pele causados ou intensificados pelo álcool:

  • Vermelhidão e rosácea

A vermelhidão na pele ocorre em decorrência da ação vasodilatadora do álcool. As extremidades do corpo, como mãos, pés e bochechas são algumas das partes mais atingidas. Consequentemente, o álcool ainda pode ser um problema maior na vida de pessoas com rosácea ou ainda um gatilho para indivíduos com predisposição à doença.

  • Acne

Além de intensificar as inflamações pelo corpo, as bebidas alcoólicas, principalmente as que contêm mais açúcares, elevam o nível de insulina no corpo, afetando os hormônios da pele que, consequentemente, propiciam o aparecimento de espinhas.

  • Inchaço

O álcool ainda desequilibra os níveis de fluidos e sais do corpo humano, causando o que conhecemos como retenção de líquidos e o famoso inchaço.

  • Olheiras

De acordo com um estudo publicado pela MIR Mental Health, as bebidas alcoólicas interferem no ritmo da frequência cardíaca durante o sono, fazendo com que nosso descanso não seja reparador. Visivelmente, noites mal dormidas acarretam, além de outros problemas, como indisposição, em olheiras.

  • Envelhecimento precoce

Segundo matéria publicada pelo Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology, o álcool promove a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce. Alimentos com antioxidantes são essenciais para combater este problema.

Último acesso: 16 May 2021 - 22:03:14 (2121).