saude   / Vacinação

OMS espera iniciar vacinação em países emergentes até fevereiro

O diretor da OMS, porém, ressaltou que precisa de apoio dos países na aliança COVAX

Viva Saúde Publicado quarta 13 janeiro, 2021

O diretor da OMS, porém, ressaltou que precisa de apoio dos países na aliança COVAX
Coronavírus - Pixabay

Enquanto mais de 50 países começaram a vacinação contra a COVID-19, uma das preocupações é em relação ao acesso de países mais emergentes, que também, além de sofrerem com a pandemia, sofrem com a falta de recursos.

Por isso, Bruce Aylward, um dos assessores do diretor-geral da OMS, falou, em coletiva, o plano da organização de levar a vacina a esses países.

+++LEIA MAIS: Sabonete vegetal e hidratante de calêndula é antibacteriano e fácil de fazer; veja o passo a passo

Segundo ele, o plano é começar a levar as doses em fevereiro, mas para isso, ele fez um apelo para que os países, que estão na alinaça COVAX, e mobilizem para um bem comum: "Estamos tentando acelerar a distribuição das vacinas. Esperamos começar em fevereiro no máximo de países, mas para isso precisamos da colaboração dos produtores de vacina para a aliança".

Bruce ainda afirmou que estão fazendo todas as tratativas para que a vacina chegue ainda em janeiro, mas falou que muitos países de alta/média renda importam as vacinas, fato que interfere nessa distribuição, mas a OMS não pode interferir no assunto.

"O nacionalismo da vacina prejudica a todos nós e é autodestrutivo. Nenhum país é excepcional e deve cortar a fila e vacinar toda a sua população enquanto alguns ficam sem a vacina", disse o diretor geral Tedros Adhanom, reforçando a posição da OMS

 

Último acesso: 25 Jan 2021 - 20:25:51 (1291).