saude   / Cuidado com o ser

Dia do Fisioterapeuta: especialista explica como é possível tratar enxaqueca com fisioterapia

Fisioterapeuta Rodrigo Fernandes revela detalhes do tratamento que pode ser feito em pacientes com dores crônicas

Marina Pastorelli Publicado terça 13 outubro, 2020

Fisioterapeuta Rodrigo Fernandes revela detalhes do tratamento que pode ser feito em pacientes com dores crônicas
13 de Outubro: Dia do Fisioterapeuta - com Rodrigo Fernandes - Selmy Yassuda

Em 13 de outubro é comemorado o Dia Nacional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional e a Viva Saúde Digital preparou um conteúdo especial para homenagear esses profissionais que cuidam com tanto amor dos pacientes.

Entrevistamos o fisioterapeuta Rodrigo Fernandes, que explicou alguns detalhes importantes sobre a ciência que avalia, corrige e reabilita e ainda revelou que, apesar de não ser do conhecimento de muitos, a fisioterapia é capaz, inclusive, de curar dores crônicas, como a enxaqueca.

VOCÊ SABIA? O desconforto acomete 15% da população brasileira e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a sexta doença mais incapacitante do mundo. Mas a boa notícia é que existe cura, sim, e ela dispensa remédios tarja-pretas e analgésicos, em geral. Paciente de Rodrigo Fernandes, Claudia Mello é prova viva disso!

"Sofri com enxaqueca + labirintite, desde criança. Fiz tratamentos com médicos especialistas renomados, alguns muito caros; me tratei com antidepressivos combinados com muitos tarja-pretas e, em nenhum dos tratamentos obtive alívio nas dores. Combinei exercício físico aos tratamentos, senti alívio, mas nunca me livrei das dores e das tonteiras. Fiz 4 sessões de fisioterapia com o Rodrigo e mudou a minha qualidade de vida, senti um alívio nas dores e fiquei 15 dias sem dor e a tonteira cessou (na primeira sessão). Foi um aumento na qualidade de vida que mudou minha forma de ver o mundo! Ainda ganhei de brinde a cura da dor lombar que eu estava sentindo há um ano", pontuou. 

Que tal entender como tudo funciona? 

Confira a entrevista exclusiva do fisioterapeuta para a Viva Saúde:

1. O que é a fisioterapia?
 
A fisioterapia é uma ciência da saúde que serve para diagnosticar, prevenir e tratar as disfunções de movimentos funcionais, bem como as alterações de outros sistemas. 
 
2. Como o fisioterapeuta pode ajudar no processo de tratamento de pacientes com queixas de dor?
 
O fisioterapeuta é o profissional da área da saúde que estuda, de acordo com o seu campo de atuação, métodos e técnicas fisioterapêuticas para tratar o indivíduo no seu contexto biopsicossocial e cada profissional acolhe e escuta o paciente conforme sua linha de trabalho. Penso que os tratamentos das diversas dores são sanados quando ouvimos e olhamos para o paciente, na sua integridade, levando em conta todo o seu comportamento, desejos e ações diante da vida. 
 
3. Que técnica você utiliza para o tratamento da dor crônica, como a enxaqueca?
 
São utilizadas técnicas de energia muscular, TCS - terapia crâniossacral - , estratégias de tratamento das cadeias musculares e articulares do método GDS, organização do sistemas viscerais e de fáscias e o alinhamento dos sistemas corporais. O objetivo final é facilitar a funcionalidade e saúde do indivíduo. Para cada paciente existe uma abordagem e um tratamento diferente. São várias técnicas utilizadas em conjunto e a maioria das técnicas dialoga entre si. O mais importante é compreender como elas atuam em cada pessoa, contribuindo para integração dos sistemas corporais.
 
4. Essa mistura de técnicas aplicadas para um paciente será a mesma fórmula aplicada para os todos os pacientes?
 
O atendimento de fisioterapia é individual por meio de técnicas manuais e é uma área da fisioterapia voltada para o tratamento das disfunções neuro-musculoesqueléticas. O raciocínio clínico desenvolvido por mim é personalizado e surge a partir do exame subjetivo e da avaliação clínica. O tratamento para um determinado tipo de dor nem sempre funciona para o outro que tem a mesma queixa. Cada indivíduo é único e isso deve ser levado em conta na hora de tratar e abordar a dor do outro.
 
5. Quais as principais origens da enxaqueca?

Há origens diferenciadas de causa da enxaqueca. A maioria delas é que oriunda de problemas vascular ou tensional, ambos devem ser investigada a causa, para que a gente possa prescrever o tratamento adequado. Aqui no consultório, a maioria das reclamações é de fundo tensional, associada às disfunções musculares e articulares. É muito comum a cefaléia cervicogênica, causada por disfunção dos músculos do pescoço com a base do crânio, às vezes também relacionada com os músculos do ombros. A dor de cabeça de origem da disfunção temporomandibular tem sido muito recorrente. Outro fator que têm aparecido bastante são dores de cabeça oriundas de tensões viscerais, ou seja, esse é um tratamento mais profundo, sistêmico, porque está correlacionado com os ossos da mobilidade craniana, com a relação do crânio e sacro.
 
6. Os novos hábitos, a vida moderna, de certa forma, acabam criando uma nova forma da dor se tornar crônica e se manifestar? 

As pessoas começaram a adquirir hábitos que são parafuncionais, que são os hábitos de roer unha, mascar chiclete em demasia, apertar os dentes, ranger os dentes durante a noite, ou seja, todo um fator de estresse contemporâneo que vai fazendo com que o paciente tencione mais essa área, criando uma alteração orofacial e causando a dor de cabeça.  


SOBRE RODRIGO FERNANDES

Mineiro de Mar de Espanha, Rodrigo Fernandes, 41 anos, é fisioterapeuta, bacharel em Dança, com especialização em Clínica Ayurvédica, Pilates, Cadeias Musculares e Articulares do Método GDS e Nível CS2 da Terapia Crâniossacral.

Último acesso: 02 Dec 2020 - 06:00:07 (539).