saude   / Coronavírus

Covas confirma 1ª morte por falta de leito em SP e diz que lockdown é inviável

Nesta semana a Prefeitura registrou o primeiro caso de óbito pela Covid-19 de um paciente, na zona leste, que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública

VIVA SAÚDE Publicado quinta 18 março, 2021

Nesta semana a Prefeitura registrou o primeiro caso de óbito pela Covid-19 de um paciente, na zona leste, que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública
Covas confirma 1ª morte por falta de leito em SP e diz que lockdown é inviável - Instagram / @brunocovas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse que anunciará hoje, dia 18, medidas restritivas para a capital paulista a fim de conter o avanço da covid-19. Segundo o prefeito, em entrevista à GloboNews, a Prefeitura descarta decretar qualquer lockdown no município, uma vez que seria “inviável” a fiscalização.

Entre as medidas analisadas que Covas adiantou, a Prefeitura estuda antecipar os feriados municipais. Segundo o prefeito, esta medida teve efeito no passado em frear o contágio da doença. A entrevista coletiva para o anúncio está prevista para as 12h, com transmissão pela internet. O gabinete do prefeito não deu mais detalhes.

+++ VEJA TAMBÉM: Venda de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid dispara no Brasil
+++ VEJA TAMBÉM: Segundo especialista da OMS é necessário dar atenção à "Covid longa"

Conforme o prefeito, nesta semana a Prefeitura registrou o primeiro caso de óbito pela covid-19 de paciente, na zona leste, que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública. “A gente, infelizmente, vê colapsando o sistema de Saúde”, afirmou o prefeito.

Ainda, Covas disse que o município de São Paulo tem hoje a mesma quantidade de leitos que no momento mais grave da crise no ano passado. “A continuar o crescimento da curva, só vamos ver aumentar casos de pessoas que morrem sem atendimento”, afirmou.

Último acesso: 19 Sep 2021 - 04:47:46 (1802).