bem-estar   / Pureza e sinceridade

Faça o bem sem olhar a quem! Saiba como resgatar a pureza que você pode ter perdido ao longo da vida

Na vida adulta somos condicionados a estar sempre em busca de algo, mas um ato solidário deve ser feito de maneira sincera

Viva Saúde Publicado segunda 4 outubro, 2021

Na vida adulta somos condicionados a estar sempre em busca de algo, mas um ato solidário deve ser feito de maneira sincera
Ajuda sincera e sem interesses - Pexels/Armin Rimoldi

Nestes tempos em que as relações humanas estão tão abaladas e distantes devido a uma série de fatores, como a pandemia e posicionamentos ideológicos, é difícil encontrar alguém que estenda a mão para ajudar o outro sem ter interesse de receber algo em troca.

Diante disso, acompanhe os conselhos do PhD, neurocientista, psicanalista e biólogo Fabiano de Abreu. “Quando há interesse de ganho no ato da ajuda, não há intenção genuína! Nos faz bem acreditar na pureza das coisas. Por isso amamos as crianças. Quanto menores, mais puras, menos maldade. Mas como podemos almejar a pureza na vida adulta? Com tantos interesses? Quando focamos no que vamos ganhar com a ajuda que oferecemos, estamos continuamente nos perdendo da pureza que podemos ver nos pequenos”.

+++ O seu sucesso é proporcional ao tamanho do seu amor-próprio, garante neurocientista

+++ Especialista explica como a autorresponsabilidade é um processo de aprendizado com os próprios erros

Fabiano observa que “acreditar na pureza já denota uma vontade de querer mantê-la. O problema é que fantasiamos aquilo que pensamos ser bom e belo, e nos perdemos na ânsia da nossa existência, que nos inclina a lutar para sobreviver”.

Para resgatar essa pureza perdida ao longo da vida, Fabiano ensina o caminho: “Devemos manter a memória destas características, para resguardar a si e os outros dos excessos de realidade com o empenho selvagem e desumano de alcançar objetivos a todo custo e com o risco da perda do que nos mantém a qualidade de Ser Humano. Solidariedade e compaixão, mesmo diante da competição inerente ao ser humano, são o que fazem a humanidade evoluir. Porém, quando focamos no que vamos ganhar com a ajuda que oferecemos, estamos continuamente nos perdendo da pureza que podemos ver nas crianças”, completa.


Sobre o especialista

PhD, neurocientista, mestre psicanalista, biólogo, historiador, antropólogo, com formações também em neuropsicologia, psicologia, neurolinguística, neuroplasticidade, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo e formação profissional em nutrição clínica - Diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, UniLogos; Membro da Federação Européia de Neurociências e da Sociedade Brasileira e Portuguesa de Neurociências. Universidades em destaque: Logos University International, UniLogos, Nova de Lisboa, Faveni, edX Harvard, Universidad de Madrid.

Último acesso: 26 Oct 2021 - 02:17:31 (3367).