5 dicas para pacientes da osteoporose terem uma casa segura, sem riscos de queda

Predisposição genética, medicamentos como os glicocorticoides e maus hábitos de vida como ingestão de bebidas alcoólicas, tabagismo e sedentarismo podem estar por trás das causas da osteoporose

VIVA SAÚDE Publicado terça 6 outubro, 2020

Predisposição genética, medicamentos como os glicocorticoides e maus hábitos de vida como ingestão de bebidas alcoólicas, tabagismo e sedentarismo podem estar por trás das causas da osteoporose
A casa adaptada visa diminuir o número de quedas - Freepik

O Dia Mundial da Osteoporose é comemorado no dia 22 de outubro e, por isso, neste mês vamos dar a atenção necessária que este assunto merece!

“Dados indicam que cerca de 33% das mulheres e 15% dos homens com mais de 65 anos terão osteoporose. Portanto é um problema de saúde pública”, explica Dr. Sergio Setsuo Maeda, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP).

O que é a osteoporose?

A osteoporose é uma doença que se agrava com o envelhecimento, fragilizando os ossos e piorando consideravelmente o quadro de saúde do paciente. Como consequência do aumento da destruição óssea e diminuição da formação e absorção de minerais e cálcio, a osteoporose provoca perda de massa óssea.

Causas

Predisposição genética, medicamentos como os glicocorticoides e maus hábitos de vida como ingestão de bebidas alcoólicas, tabagismo e sedentarismo também podem estar por trás das causas da osteoporose.

As fraturas osteoporóticas podem causar dor, levar à dependência física e estão associadas a maior mortalidade.

Prevenção

A alimentação rica em cálcio e a exposição solar, que é principal fator para absorção da vitamina D, são essenciais para a saúde dos ossos e podem ajudar a prevenir a perda de massa óssea.

“A osteoporose é silenciosa e dificilmente apresenta sintomas, daí a importância de alertar sobre ela. A presença de cifose (corcunda) pode sugerir o aparecimento de fraturas vertebrais. Quando é diagnosticada, a osteoporose, muitas vezes, já está em estágio avançado”, alerta Dr. Maeda.

POR QUE TER UMA CASA ADAPTADA É IMPORTANTE?

A casa adaptada para o paciente com osteoporose visa diminuir consideravelmente os riscos de quedas, por isso é fundamental na prevenção de fraturas. E em tempos de Covid-19, é preciso aumentar a prevenção para que o idoso não precise se deslocar para um hospital.

Dr. Maeda elenca abaixo as principais dicas para a casa segura do paciente com osteoporose que, muitas vezes, nem foi diagnosticado ainda:

-  A iluminação é um item importante: o ambiente interno deve ser bem iluminado para que o paciente consiga circular com tranquilidade e segurança.

- Retirar tapetes e carpetes da casa é fundamental, pois eles são causas frequentes de escorregões, tropeços e quedas.
A altura de cama e sofá deve ser mínima de 45 a 50 cm do chão.

- Fios de carregadores de celular, brinquedos e outros objetos não podem ficar soltos pelo chão da casa do paciente com osteoporose, pois podem provocar quedas e consequentes fraturas.

- O piso escorregadio é causa frequente de quedas, principalmente quando molhado. E no banheiro é onde mora o perigo: instale barras antiquedas na área de banho, sendo também importantes banquinhos para sentar e lavar os pés e tapetes antiderrapantes dentro e fora do box, pois o piso está sempre molhado.

TRATAMENTO

Atualmente, existem medicamentos que diminuem a destruição óssea. Mas o médico precisa avaliar os riscos e benefícios e fazer um plano de tratamento individualizado, pois cada medicamento tem uma particularidade em seu uso. O principal objetivo do tratamento é reduzir o risco de fratura.

Último acesso: 05 Dec 2020 - 04:54:29 (493).