Testeira

Estresse durante a quarentena pode causar queda capilar; saiba como prevenir o problema

Home office, falta de contato social e iminência do Covid-19 são fatores que podem causar estresse, o que, consequentemente, afeta os cabelos, favorecendo o aparecimento de queda capilar.

CONTRIBUIÇÃO DE DR. ABDO SALOMÃO JR | DR. DANIEL CASSIANO | DRA. PAOLA POMERANTZEFF | DRA. BEATRIZ LASSANCE | DRA. MARCELLA GARCEZ | LUISA WOLPE SIMAS | ISABEL LUIZA PIATTI Publicado sexta 30 abril, 2021

Home office, falta de contato social e iminência do Covid-19 são fatores que podem causar estresse, o que, consequentemente, afeta os cabelos, favorecendo o aparecimento de queda capilar.
Queda capilar pode ser causada pelo estresse da pandemia - Freepik

Devido à pandemia do Coronavírus, que ainda não tem previsão de acabar, estamos passando por grandes mudanças em nossas vidas e rotinas diárias. Esse fato, combinado à ansiedade gerada pelo aumento recente de casos da doença, pode causar grande quantidade de estresse. E o estresse não é apenas prejudicial para a mente e para o sistema imunológico, mas também para a saúde dos cabelos.

“Em momentos de nervosismo e estresse liberamos cortisol, popularmente conhecido como hormônio do estresse. E estima-se que o aumento do cortisol por um longo período de tempo esteja envolvido no processo de queda dos cabelos, visto que o hormônio pode favorecer o surgimento de quadros inflamatórios que impedem o crescimento adequado dos fios”, afirma a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Mas, quando falamos que o estresse pode acentuar a queda capilar, não estamos nos referindo apenas às situações complicadas do dia a dia. “O estresse e os diversos sentimentos vivenciados por pessoas que experimentam uma situação traumática de luto pode afetar a saúde capilar e causar queda. Principalmente no caso do Covid-19, em que a morte pode ser muito rápida, os familiares podem experimentar um estresse muito forte que altera os hábitos alimentares e o padrão de sono. E tudo isso acentua a queda de cabelo”, afirma o dermatologista Dr. Daniel Cassiano, da clínica GRU e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Por isso, nesse período estressante de isolamento social, devemos ficar atentos aos cabelos para identificar um possível aumento na quantidade diária de fios caindo. “A preocupação com a queda deve ser um alerta se as hastes se desprendem espontaneamente em número igual ou maior que 100, se o volume capilar diminuir acentuadamente ou ainda se começarem a surgir falhas”, alerta a Dra. Paola Pomerantzeff.

Além disso, é importante investirmos em cuidados que vão ajudar na redução do estresse e, consequentemente, na prevenção da queda capilar por esse fator, apostando, por exemplo, na prática de meditação e mindfulness. “O Mindfulness pode ser traduzido como atenção ou consciência plena. É uma forma específica de prestar atenção em tudo o que acontece no presente de forma intencional e sem julgamentos. É uma prática que colabora para o gerenciamento do estresse, melhora da concentração e da produtividade”, afirma a Dra. Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e membro do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

Então, caso você esteja trabalhando em casa, a médica recomenda investir em pequenos descansos ao longo do dia: “A cada 2 horas levante-se, tome água, olhe pela janela, tome um café, converse com alguém ou faça 5 minutos de meditação. Já ao final do dia, desconecte-se e realize algo que te dê prazer”.

Massagens, por exemplo, são uma excelente maneira de reduzir o estresse. “A massagem é a prática de aplicar pressão ou vibração sobre tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões e ligamentos, sendo assim uma forma de autocuidado muito eficaz para tratar traumas físicos, aliviar estresse psicológico, melhorar a circulação, reduzir tensões, entre diversos outros benefícios”, afirma Isabel Luiza Piatti, especialista em Estética e Cosmetologia, embaixadora do CIA - Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas, e Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica – ABEC.

Aposte também em uma alimentação balanceada, que possui impacto importante sobre a saúde dos cabelos. “A ingestão de vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e carboidratos de boa qualidade é fundamental para melhorar o desenvolvimento e a aparência dos cabelos. Como os fios são formados basicamente de queratina, que é uma proteína, procure incluir em sua dieta alimentos que são uma boa fonte desse nutriente, como peixe, frango, carne magra, ovos, feijão, quinoa, tofu e leguminosas. Além disso, invista nos oligoelementos como o ferro e cobre, encontrados no fígado e em oleaginosas, que também participam da manutenção da saúde capilar”, recomenda a médica nutróloga Dra. Marcella Garcez, diretora e professora da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

"JÁ ESTOU SOFRENDO COM A QUEDA CAPILAR, O QUE EU FAÇO?"

Porém, se você já está sofrendo com queda capilar, o ideal é consultar um médico, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação do seu quadro e indicar o melhor tratamento. E entre os tratamentos mais populares e eficazes para solucionar a queda capilar está a Microinfusão de Medicamentos na Pele, popularmente conhecida como MMP capilar. “Indicado para o tratamento de afinamento capilar, eflúvio telógeno e alopecia areata e androgenética, além de também colaborar para o crescimento e fortalecimento dos fios, o MMP capilar consiste em um aparelho com microagulhas imersas em medicamentos que realizam pequenos furos de profundidade controlada no couro cabeludo para tornar a absorção dos ativos utilizados mais rápida, precisa e uniforme”, afirma o Dr. Daniel.

“Além dos ativos, as agulhas em si também auxiliam no tratamento da queda capilar, pois as microlesões provocadas no couro cabeludo promovem a liberação de substâncias responsáveis por ativar a multiplicação de células, o que resulta em mais células sendo produzidas no bulbo capilar, tornando assim os fios mais grossos e favorecendo seu nascimento e crescimento”, completa o especialista.

Outra opção interessante é o Bulge Hair Restoration, uma plataforma completa que reúne diversas tecnologias para o crescimento capilar. “O equipamento dispõe de tecnologias como os lasers de baixa potência, que estimulam a multiplicação das células e a recuperação da saúde do bulbo e dos fios, e um sistema de radiofrequência microagulhada para indução do crescimento capilar, por meio da liberação de fatores de crescimento pelo organismo”, destaca o dermatologista Dr. Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“Por fim, o equipamento ainda possui um sistema de microcorrente associada a eletroestimulação que promove a contração da musculatura do couro cabeludo, aumentando o aporte de oxigênio e melhorando a nutrição e a hidratação da região. Como resultado, os fios tornam-se mais grossos e crescem de forma acelerada.”

O médico também poderá receitar opções para o tratamento em casa, incluindo o uso de suplementos que agem no fortalecimento e melhora da qualidade do fio: “O Exsynutriment é um silício estabilizado em colágeno marinho hidrolisado capaz de fornecer silício biodisponível para o organismo, assim melhorando significativamente a saúde capilar, já que estimula a reposição de cabelos mais resistentes e espessos e promove um crescimento acelerado dos fios”, afirma a nutricionista Luisa Wolpe Simas, consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos.

Mas é importante ressaltar que nenhum tipo de tratamento para a queda deve ser adotado sem orientação médica, afinal, o problema pode ter diferentes causas e apenas o médico saberá diagnosticá-lo corretamente através da averiguação clínica com dosagens laboratoriais, exames tricológicos e biópsias do couro cabeludo.


FONTES:

*DR. ABDO SALOMÃO JR: Doutor em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Membro da American Academy of Dermatology (AAD), Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e do Colégio Ibero Latino Americano de Dermatologia. Professor universitário, Dr. Abdo Salomão Jr. ministra aulas nos principais congressos nacionais da especialidade. Além disso, já deu aulas na Austrália, Itália e Coréia do Sul. É uma referência em conhecimento de lasers e tecnologias para fins dermatológicos e estéticos. Diretor da Clínica Dermatológica Abdo Salomão Junior.

*DR. DANIEL CASSIANO: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Cofundador da clínica GRU Saúde, o Dr. Daniel Cassiano é formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutorando em medicina translacional também pela UNIFESP. Professor de Dermatologia do curso de medicina da Universidade São Camilo, o Dr. Daniel possui amplo conhecimento científico, atuando nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica.

*DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

*DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

*DRA. MARCELLA GARCEZ: Médica Nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da ABRAN. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

*LUISA WOLPE SIMAS: nutricionista e consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos.

*ISABEL LUIZA PIATTI: Consultora Executiva em Estética e Inovação Cosmética, especialista em Estética e Cosmetologia, conselheira do Comitê Técnico de Inovação da Buona Vita, embaixadora do CIA - Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas, e Membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica – ABEC. Profissional Aisthesis. Tecnóloga em Estética e Imagem Pessoal. Técnica em Estética. Pós-Graduanda em Estética e Exercício Físico na Saúde da Mulher. Especialista em Cosmetologia. Especialização em Escolas de Estética e Terapias Alternativas na Europa, na área Facial, Corporal e Bem-Estar. Palestrante no VI Congresso Mundial de Medicina Estética da IAAM/ASIME. Palestrante em Congressos da área da Saúde Estética Nacionais e Mundiais. Consultora técnica de revistas e sites da área de Beleza e Estética. Autora dos Livros “Biossegurança Estética & Imagem Pessoal – Formalização do Estabelecimento, Exigências da Vigilância Sanitária em Biossegurança” e “Gestantes: Cuidados Estéticos Durante a Gravidez”.

Último acesso: 16 May 2021 - 21:39:25 (2232).