beleza   / Saúde da pele

Skincare em apuros: dermatologista dá dicas de como evitar a acne cosmética

A dermatologista Fernanda Porphirio listou as principais dicas para evitar a acne provocada por cosméticos

Viva Saúde Publicado terça 1 junho, 2021

A dermatologista Fernanda Porphirio listou as principais dicas para evitar a acne provocada por cosméticos
Profissional listou as principais dicas para evitar a acne causada por cosméticos - Freepik

Você já teve algum tipo de irritação ou espinhas após lançar mão de um produto? Se a resposta foi sim, saiba que você não está sozinha. Isso porque a acne é uma doença inflamatória multifatorial que pode, inclusive, surgir a partir do uso de algum cosmético.

Para a dermatologista Fernanda Porphirio, da Clínica Vanité, em São Paulo, o quadro tem origem irritativa pelo uso de ativos, como cremes e maquiagens não adequados para o seu tipo de pele. O resultado é a obstrução dos poros.

Engana-se quem pensa em escapar do diagnóstico: a acne cosmética pode aparecer em todos os tipos de pele. No entanto, algumas têm maior propensão à essa reação.

“Pessoas com predisposição à acne, como as que têm cútis oleosa, histórico pessoal ou antecedentes que tiveram casos podem ser mais acometidas do que aquelas com pele seca”, explica Fernanda, especialista em Dermatologia e Estética pelo New York Cosmetic, Skin & Laser Surgery Center, e pelo Hospital Mount Sinai New York.

+ VEJA TAMBÉM: Onde estão os 4 principais erros da nossa rotina diária que levam ao envelhecimento precoce

A seguir, a dermatologista esclarece as principais dúvidas sobre o diagnóstico. Confira:

Acne da vida adulta

“O problema pode aparecer em qualquer fase da vida, mas geralmente ocorre em pessoas do sexo feminino que fazem uso de cosméticos”, pontua a dermatologista.

Antiaging, hidratantes, filtros solares e maquiagens são as influências mais comuns para o surgimento que, geralmente, é ocasionado pela obstrução mecânica dos poros, seja por um produto não adequado para a sua cútis ou pela oleosidade do mesmo.

Acne cosmética x alergia

A acne cosmética pode ter um padrão irritativo e é facilmente confundida com dermatites. No entanto, você deve se atentar que elas, geralmente, são restritas às áreas de aplicação das substâncias causadoras.

“No caso de alergias, pode haver vermelhidão, prurido e descamação associados ao quadro”, cita a especialista.

Para o diagnóstico correto e preciso é essencial consultar um especialista para avaliar o caso pessoalmente.

+ VEJA TAMBÉM: Cresce a procura por procedimentos estéticos durante a pandemia, afirmam especialistas

Cuidados diários

É importante lavar bem o rosto com um sabonete específico para retirar os resíduos externos da pele e obter uma higienização adequada. Faça uso de produtos comedogênicos que não provocam cravos e têm menos chance de causar obstrução dos poros, sendo melhor tolerados por diferentes tipos de derme.

Vale ressaltar que os pincéis de maquiagens podem acumular resíduos e bactérias, podendo desencadear quadros semelhantes aos de infecções e inflamações na pele, por isso a importância de mantê-los limpos e higienizados.

“Utilize uma solução específica para a limpeza dos mesmos ou sabão neutro. Feita a higienização, devemos enxaguar as cerdas em abundância com água morna, retirar a umidade com o auxilio de uma toalha limpa e deixá-los secar ao ar livre”, sugere Porphirio.

+ VEJA TAMBÉM: Bichectomia com segurança: quais os cuidados necessários para esse tipo de cirurgia? Especialista responde

A solução

A suspensão dos agentes causadores é fundamental para a regressão do quadro. Podemos lançar mão de produtos que diminuem a inflamação, além de rever o tipo de cosmético que está provocando a acne.

“Evite cremes, pomadas e óleos e dê preferência aos séruns e loções”, indica Dra Fernanda.

Lasers Nd Yag têm ação na inflamação e ajudam a controlar a acne mais rápido. Os LEDs têm propriedades anti-inflamatórias e antibactericida para recuperar a pele e restaurar a sua integridade.

“As tecnologias terão um papel adjuvante já que o tratamento se inicia com a suspensão dos agentes causadores que estão sendo utilizados”, finaliza a médica.

 

Último acesso: 13 Jun 2021 - 14:14:31 (2508).