saude   / Obesidade vs articulações

Obesidade vs articulações! O aumento de peso pode causar sobrecarga e desgaste nessas regiões

No Brasil, só de 2003 para 2019 houve um aumento de 12,2% para 26,8% de pessoas obesas com mais de 20 anos

Jennifer de Carvalho com supervisão de Marina Pastorelli Publicado quarta 13 outubro, 2021

No Brasil, só de 2003 para 2019 houve um aumento de 12,2% para 26,8% de pessoas obesas com mais de 20 anos
Problemas ortopédicos causados pela obesidade - Freepik/jcomp

Em meio a uma sociedade repleta de refrigerantes, batatas fritas e outros alimentos do chamado fast food, os reflexos na saúde são nítidos. É importante ressaltar que isso não tem relação com questões estéticas, mas sim com uma doença crônica que acarreta muitos problemas ao organismo: a obesidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define que a enfermidade é um acúmulo anormal ou excessivo de gordura no corpo. 

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2003 para 2019 houve um aumento de 12,2% para 26,8% de brasileiros obesos com mais de 20 anos. Essa condição é um fator de risco para doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes e problemas ortopédicos. 

E quando se trata das articulações, o médico ortopedista Dr. Luiz Felipe Carvalho fala que esses danos são causados justamente por conta da sobrecarga nessas regiões, como os joelhos e os pés. “O obeso, normalmente, tem o maior índice de artrose”, ou seja, “o desgaste das articulações”

A absorção de um impacto e a força nas articulações são divididas entre: músculo, osso, cartilagem, tendões e ligamentos. “Então, uma vez que eu tenho o desbalanço de qualquer um desses cinco critérios, eu vou ter um aumento de sobrecarga na articulação. Por isso, o ortopedista afirma que uma pessoa obesa deveria ter uma massa muscular para suportar essa carga, pois “quanto menor massa muscular ele tiver, pior vai ser para a articulação".

+++ Obesidade: uma doença crônica e também um fator de risco para outras patologias; saiba mais sobre suas características e tratamentos

+++ Seus joelhos merecem mais atenção! Saiba como cuidar desta articulação e evitar doenças 

O mesmo vale para a coluna, que por sofrer um maior desgaste devido a sobrecarga pode desenvolver hérnia de disco e aumento de artrose das facetas, como diz o Dr. Luiz Felipe Carvalho.

Esse impacto é diferente entre adultos e crianças obesas. “Por exemplo, no quadril, as crianças podem fazer uma afecção que chama epifisiólise, que é um escorregamento da placa de crescimento do quadril”, explica o ortopedista, que cita os dois motivos desse problema causado pela obesidade: o aumento do peso e o enfraquecimento da placa. 

TRATAMENTOS

De uma alimentação voltada para ações anti-inflamatórias até a perda de peso de forma consciente, o ortopedista fala sobre as formas de tratar e ajudar nos problemas ortopédicos causados pela obesidade:

  • Alimentos sem glúten, açúcares e laticínios - mais por conta da caseína, uma proteína inflamatória. Isso porque “o obeso tem uma síndrome metabólica inflamatória” e, dessa forma, já é possível “diminuir o grau inflamatório da obesidade e, consquentemente, o grau inflamatório das articulações”.
  • Diminuição de peso com consciência, com exercícios físicos de baixo impacto, para “não ocorrer o risco de desgastar além do normal aquela articulação”. Quando se trata da cirurgia bariátrica, o Dr. Luiz Felipe Carvalho explica: “Ela tem uma perda de peso muito acentuada, só que também a gente não perde só gordura, a gente também perde massa magra. E acaba acontecendo o que se chama de sarcopenia (perda de músculo) por insuficiência".

O ortopedista afirma que as mesmas recomendações valem para as crianças, embora elas sejam mais difíceis de controlar para não correr tanto, por exemplo. Mas é sempre importante consultar um médico para que cada um receba a orientação adequada de acordo com o próprio organismo.

Último acesso: 26 Oct 2021 - 01:55:42 (3412).