Testeira

Abobrinha assada: entradinha light e deliciosa para as refeições de final de ano

O prato é coringa, fácil de preparar e combina com massas, saladas, carnes e peixes

Raquel Penha e Silva Publicado quinta 3 dezembro, 2020

O prato é coringa, fácil de preparar e combina com massas, saladas, carnes e peixes
Abobrinha assada: entradinha light e deliciosa para as refeições de final de ano - Freepik

Quem já está pensando no cardápio de final de ano e não quer passar horas na cozinha precisa anotar essa receita: abobrinha assada. Ela é um sucesso, pois é fácil de fazer, pode ser servida como entrada e ainda combina com carnes, massas e saladas.

+++ Lasanha de abobrinha: mata a fome e tem poucas calorias; veja a receita

“Tem mais, a abobrinha é fonte de vitaminas, minerais, como o potássio, e fibras. É um alimento que tem baixo teor calórico e ajuda na perda de peso”, explica a nutricionista Raquel Penha e Silva, da ON – Centro Integrado de Evolução Corporal. 

Abobrinha assada 
Rendimento:
8 a 10 porções 
Tempo de preparo: 25 minutos 

+++ Pão low carb com psyllium: sacia a fome e melhora o quadro de prisão de ventre; confira a receita

Ingredientes
1 abobrinha cortada em rodelas finas
1 xícara (250 ml) de molho de tomate caseiro 
1 xícara (250 g) de queijo parmesão ralado grosso
Folhas de manjericão e orégano a gosto

+++ Você é team: picolé de frutas com iogurte ou picolé de frutas com whey? Clica na sua receita preferida

Modo de preparo
Em um refratário coloque as rodelas de abobrinha e intercale com molho de tomate caseiro. Faça as camadas até preencher todo o refratário. Coloque em forno pré-aquecido a 180 graus por 15 minutos. Polvilhe o queijo, as folhas de manjericão e orégano. Sirva. 

Abobrinha assada: entradinha light e deliciosa para as refeições de final de ano


*Raquel Penha e Silva, nutricionista da ON, centro integrado de evolução corporal (CRN3 23966) Graduada em Nutrição (2008), pela Faculdade de Saúde Pública, da Universidade de São Paulo (USP), fez pós-graduação em Qualidade de Alimentos, pelo Colégio Brasileiro de Estudos Sistêmicos (CBES-SP), com atualização em Nutrição Clínica, pelo Instituto Racine. Atua em consultório há oito anos, atendendo tenistas, corredores e jogadoras do vôlei feminino, como Camila Mesquita, que joga pela equipe do Minas Tênis Clube, além de atletas do time do Bradesco. “Além dos esportistas, trabalho com homens, mulheres e crianças, praticantes de atividade física, que buscam mudanças no estilo de vida, melhora na composição corporal, e que querem fazer prevenção e tratamento doenças crônicas e metabólicas", comenta.

Último acesso: 27 Jan 2021 - 15:45:53 (993).