bem-estar   / Outubro Rosa

Tatuador do Rio oferece gratuitamente reconstrução de aréola através de tatuagem hiper-realista em mulheres mastectomizadas

Neste mês, parte de todo faturamento do estúdio de tatuagem dos sócios Yurgan e Anne Barret é direcionado ao atendimento gratuito de mulheres que tiveram câncer de mama

VIVA SAÚDE Publicado segunda 4 outubro, 2021

Neste mês, parte de todo faturamento do estúdio de tatuagem dos sócios Yurgan e Anne Barret é direcionado ao atendimento gratuito de mulheres que tiveram câncer de mama
Tatuador do Rio oferece gratuitamente reconstrução de aréola através de tatuagem hiper-realista em mulheres mastectomizadas - DIVULGAÇÃO

Chegamos ao Outubro Rosa, movimento mundial que visa alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Uma série de ações públicas e privadas são realizadas em todo planeta, com profissionais de quaisquer áreas que consigam ajudar as mulheres de alguma forma, seja no corpo físico ou na saúde mental.

Um projeto que acontece com esse propósito, de 25 a 29 de outubro, no Rio de Janeiro, é o do tatuador hiper-realista Yurgan Barret.

O objetivo do que foi chamado de Y ROSA é relembrar a importância do diagnóstico precoce e ajudar mulheres que venceram o câncer de mama a ressignificarem suas dores e recuperarem a autoestima, já foi premiado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e oferece gratuitamente reconstrução de aréola por meio de tatuagem hiper-realista.

A sexta edição acontece no Yurgan Tattoo Studio, localizado no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. No projeto, o estúdio de tatuagem muda de cor para receber mulheres submetidas à mastectomia- retirada cirúrgica parcial ou total da mama para tratar o câncer- e que buscam a oportunidade de fazer gratuitamente a reconstrução da aréola por meio de tatuagem hiper-realista.

“Esse é um projeto que organizamos anualmente com muito carinho. Foi a forma que encontramos de usar a nossa arte para um bem maior. Em 2018 recebemos o prêmio de Cidadania pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e isso nos deu ainda mais energia para continuar", afirma Anne Barret, sócia do estúdio.

A iniciativa, idealizada pelo casal Yurgan e Anne Barret, busca reforçar a importância do diagnóstico precoce e ajudar mulheres que venceram o câncer de mama a ressignificarem suas dores e recuperarem a autoestima.

"Durante a campanha, nossa principal ação é a reconstrução de aréola por meio de tatuagem hiper-realista e a cobertura de cicatrizes com arte desenvolvida especialmente para a cliente. A cada reconstrução, a cada história compartilhada nos emocionamos e nos curamos juntos. Aprendi com o Y Rosa o quanto podemos encontrar na arte um processo de expressão, transformação e recuperação", disse Yurgan.

Zelia M. N. Souza participou da terceira edição do projeto. Ela relata a experiência:

“Participar do Y Rosa foi de muita importância. Fiz a reconstrução da aréola, que com certeza levantou minha autoestima, me deixou mais segura, confiante e bem mais feliz! Foi uma benção na minha vida pois era algo que me incomodava muito.” 

IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE

O câncer de mama é a neoplasia maligna mais incidente em mulheres na maior parte do mundo, pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso satisfatórias.

Estima-se que anualmente surjam 66 mil novos casos de câncer de mama e cerca de 30% destes casos podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como (INCA – 2021):

- Praticar atividade física

- Manter o peso corporal adequado

- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

- Amamentar seu bebê

- Não fumar e evitar o tabagismo passivo são medidas que podem contribuir para a prevenção do câncer de mama.

Todas as mulheres, independentemente da idade, devem ser estimuladas a conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres. Além disso, o Ministério da Saúde recomenda que a mamografia de rastreamento (exame realizado quando não há sinais nem sintomas suspeitos) seja ofertada para mulheres entre 50 e 69 anos, a cada dois anos.

Nesse cenário, o planejamento de estratégias de controle do câncer de mama por meio da detecção precoce é fundamental. Quanto mais cedo um tumor invasivo é detectado, maior a probabilidade de cura.

Último acesso: 26 Oct 2021 - 02:13:53 (3369).